Eliane Auer

Só quem conhece a alma do poeta é que sabe onde moram suas emoções.

Textos

*A última vez que nos vimos*

Eu não disse adeus! 

Você me convidou para tomar café naquela padaria pequena, com o mesmo sorriso alegre  dizendo :          " minha linda amiga comunista".

A última vez que conversamos
Me convidou para caminhar ,desestressar , estava muito ansioso, o meu primo...

 A última vez que nos vimos 
a senhora me disse: " só os covardes se rendem" 

As últimas palavras que me  disse foram :" a sua filha tem os cabelos lindos" e com um sorriso acanhado, pela perda do seu único filho ... Ela também se foi...

A última vez que nos vimos, falamos que escreveríamos um livro juntas, uma historinha do seu filho mais novo ...

A última vez que nos falamos  foi por telefone.
Falamos de chás, de maçãs,de projetos  e não esquecia de  perguntar pelos meus amores.
 Sempre dizia que logo iria melhorar para voltar  "à terrinha".

Foram tantos que partiram  que já não me lembro mais o que ouvi por  último ...

Sei que dói demais! 

A cadeira na padaria ficará a lembrança quando olhar.

O batom vermelho, às vezes até no dente mas, sem perder o encanto ...
A mão nos cabelos...
A voz inigualável...
As risadas prazerosas...
As piadas...

"...E de saudade..." 

O sol se pôs e
só ficou o  luar de saudade. 

E eu  não disse adeus! 

Eliane Auer 
22/03/2021
Eliane Auer (Moça Bonita)
Enviado por Eliane Auer (Moça Bonita) em 25/03/2021


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
elianeauer@uol.com.br- @escritoraelianeauer
http://mocabonita.recantodasletras.com.br/visualizar.php?idt=4239426