Eliane Auer

Só quem conhece a alma do poeta é que sabe onde moram suas emoções.

Textos

O luar de quem só viu estrelas
E flores orvalhadas
No campo amedrontadas
Correm as gazelas assustadas
 
Gaivotas em voos rasantes
Em tardes ensolaradas
Procuram árvores frondosas
Para uma pausa e pousada
 
Em tempos chuvosos ecoam
Os pingos pungentes de chuva
À espera de um novo tempo
Ensolarado e fortuito.
 
 
 
 
Eliane Auer (Moça Bonita)
Enviado por Eliane Auer (Moça Bonita) em 25/10/2020


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
elianeauer@uol.com.br- @escritoraelianeauer
http://mocabonita.recantodasletras.com.br/visualizar.php?idt=4239426