Eliane Auer

Só quem conhece a alma do poeta é que sabe onde moram suas emoções.

Textos

Enquanto a dor não é minha...
Vou multiplicar!
 
A minha dor é latente e o meu coração sangra em solidariedade aos que estão, aos que se foram e às injúrias e calúnias dos oportunistas.
As vestes humanas, não são minhas, são empréstimos que apodrecem diariamente.
As pessoas precisam entender que é natural...
Partiram os sonhos junto às inconsequências, junto às ostentações, mentiras e ódio.
Esse ódio é o mesmo entre os familiares que não conseguem fazer o bem ao outro e buscam denegrir a imagem dos que fazem, não percebendo que estão atirando no próprio pé.
As imagens impactam quando mostradas através de fotos e vídeos.
Foi cruel o compartilhamento de imagens, acerca de vários acontecimentos que sequer tem a ver com os envolvidos.
Onde está a realidade?
O que você faz para melhorar as condições de vida do outro?
Quais são as ações praticadas?
Ao invés de multiplicarem montagens e dor, vão ler um pouco mais sobre a humanidade, a vida e as próprias maldades para evoluir enquanto humanos.
“Quem tem telhado de vidro não joga pedra no telhado alheio.”
Vale a pena lembrar que pão e circo não combinam.
Seja ação verdadeira e faça!
Criatividade é para quem tem alma evoluída.
Eliane Auer (Moça Bonita)
Enviado por Eliane Auer (Moça Bonita) em 14/03/2019


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
elianeauer@uol.com.br- @escritoraelianeauer
http://mocabonita.recantodasletras.com.br/visualizar.php?idt=4239426