Eliane Auer

Só quem conhece a alma do poeta é que sabe onde moram suas emoções.

Textos

  187.jpg

Bem, de acordo coma máxima :"Cada um oferece o que tem", uns oferecem capim, outros oferecem livros.
Na casa de uns deve ter capim de sobra, por isso oferece-nos ,já que como seres humanos, temos a mesma semelhança no estilo alimentar.
Estou imensamente agradecida a ele e aos seus seguidores, pela oferta.Estou guardando, o capim, na minha casa com carinho. Pode ser que eu tenha que dividir um dia com os mesmos.
Descobri que sendo "burra e cega" e comendo capim, me inspiraram muito mais a escrever, sobre as quedas das máscaras.Estou recolhendo todas para devolvê-las em hora oportuna.
Vejo muitos que se dizem servos de Cristo, apenas ouvindo e repetindo, sem ter a oportunidade de ler ou ouvir muitos temas. da energia no campo, das universidades e dos institutos federais...
Não falo apenas sobre temas plantados nas redes sociais. Falo da realidade da comida na mesa (não o capim), das casas próprias.
Lembrem-se, a prisão maior de um ser humano é a sua consciência, não é a cadeia. Deitar a cabeça no travesseiro e dormir com a consciência tranquila de que não foi por mim que o meu semelhante morreu de fome, não foi por mim que foi assassinado, não foi por mim, que foi espancado até a morte por ser homossexual, negro , ou simplesmente por pensar diferente de mim.
Dormirei tranquila.
Lutei até o último momento pelo meu Brasil , pelo Brasil de todos os humildes.
Eliane Auer (Moça Bonita)
Enviado por Eliane Auer (Moça Bonita) em 16/10/2018


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
elianeauer@uol.com.br- @escritoraelianeauer
http://mocabonita.recantodasletras.com.br/visualizar.php?idt=4239426