Eliane Auer

Só quem conhece a alma do poeta é que sabe onde moram suas emoções.

Textos


Dor da injustiça
 
Um dia eu conheci uma dor insana
Foi tão forte que quebrou o meu peito em pedaços
Essa dor que eu conheci
Veio da injustiça
Uma dor de mentiras
Dor que mudou a rotina
Dor que busca justiça
Que quer juntar os pedaços do coração dilacerado, pela maldade.
Mentiras,  calúnia...
A senhora justiça é iletrada.
Não leem documentos, faltam-lhes óculos.
E nós,  às  cegas, a procuramos dia e noite, sem cessar.
Aqui talvez não vejam,
Mas ela chegará.
Quando os seus sofrerem, dor maior não haverá.
Lembrarás do sofrimento causado
Das palavras malditas
Da mentira insana
Que na "justiça " terrena,
Garantiu sofrimento em muitos momentos.
Estarei em pé
Verei os dias de escuridão, de quem provocou a dor chegar.
Noites em claro passarão,
Ah, se vão lembrar!
Não quero mais nem menos,
Quero a mesma quantidade.
A lei do retorno é implacável.
Essa sim, eu acredito!
Chegará!

 
Eliane Auer (Moça Bonita)
Enviado por Eliane Auer (Moça Bonita) em 12/03/2018


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
elianeauer@uol.com.br- @escritoraelianeauer
http://mocabonita.recantodasletras.com.br/visualizar.php?idt=4239426