Eliane Auer

Só quem conhece a alma do poeta é que sabe onde moram suas emoções.

Textos


Amor, nada menos do que amor
564204_404120982964833_637982140_n.jpg

Amo os Cláudios,
As Adrianas
As Julianas
Todas as Anas...

Amo as Alices
As Dominiques
As Elianas e as Mayhanas

Amo as Margaridas,
As Rosas
As formosas e as idosas

Amo as Marlusses
As Ângelas,
As doces e as poderosas Quitis

Amo as Moniquinhas,
Travessas e suaves
Amigas e solidárias

Amo os Josés, os Joões
 Que  vivem balbuciando canções,
Amo as derradeiras, as guerreiras, as feiticeiras dos sertões
Amo os Jonas serenos , os Césares, irreverentes os Tiões sensíveis,
Amo as Tânias incríveis,
As Veras , Wandas e Andras.

Amo os Carlos de todas as canções e os Robertos dos corações
Amo a luz da luz de  I *luz*inilda que reluz em declamações.
Amo as Dolores, as flores,  os Eliezer’s cheios de anedotas e histórias...

Amo os Domingos , imigrantes alemães.
Amo as Beatrizes ,os Luizes tão felizes!
Amo os Valdineis que versam sobre o campo,
sobre o café na mesa e o amor de família no aconchego do coração
Amo a todos sem distinção.
Estão guardados em mim,
Em minha história e em meu coração.

 
Eliane Auer (Moça Bonita)
Enviado por Eliane Auer (Moça Bonita) em 01/06/2017
Alterado em 01/06/2017


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
elianeauer@uol.com.br- @escritoraelianeauer
http://mocabonita.recantodasletras.com.br/visualizar.php?idt=4239426