Eliane Auer

Só quem conhece a alma do poeta é que sabe onde moram suas emoções.

Textos


bourgeois3.jpg
É prazeroso esperar
Degustar da presença que não sufoca
Apreciar com alegria os minutos
 Passando  compassadamente.
O tempo não volta
Voltam as lembranças no tempo que passa
Lembranças da primavera em flor
Lembranças de amor
Amor alegre que solta a voz de felicidade
Felicidade conquistada em cada palavra manifestada
Em cada música ouvida
Em gestos compartilhados
Simples palavras
Doces desejos
Desejos simples que invadem o peito
Enche de paz  e de alegria
Que não seja breve
Sempre que reinicia.

 
Eliane Auer (Moça Bonita)
Enviado por Eliane Auer (Moça Bonita) em 24/06/2015


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
elianeauer@uol.com.br- @escritoraelianeauer
http://mocabonita.recantodasletras.com.br/visualizar.php?idt=4239426