Eliane Auer

Só quem conhece a alma do poeta é que sabe onde moram suas emoções.

Textos

O rabo da lagartixa
hunting2.jpg
Certa vez , a lagartixa Florisbela passeava  pela casa toda elegante.
Sua cauda bastante longa, ela toda lânguida desfilava tranquilamente pelos cômodos da sua casa.
Escalava quadros,  móveis e até o relógio da parede, bem antigo,
Ela    nem se assustava com o cuco despertando.
Tudo estaria perfeito se  de repente, não aparecesse o gato Teobaldo.
O susto foi tão grande mas, tão grande que ela para se despistar de Teobaldo soltou a cauda bem rapidamente.
O gato ficou louco vendo a cauda se mexendo para um lado e para outro.
Florisbela ficou olhando Teobaldo e pensando:
_ Como é bobo esse gato! Se julga tão espertinho e eu enganei-o direitinho.
Enquanto ele ficou encantado com o rabo da lagartixa, ela tratou de fugir para bem longe para se recompor da perda da cauda.
 
 lagartixa%2Bsem%2Brabo.jpg
 
 
Eliane Auer (Moça Bonita)
Enviado por Eliane Auer (Moça Bonita) em 19/04/2014


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
elianeauer@uol.com.br- @escritoraelianeauer
http://mocabonita.recantodasletras.com.br/visualizar.php?idt=4239426