Eliane Auer

Só quem conhece a alma do poeta é que sabe onde moram suas emoções.

Textos


Pulseira de contas e boneca que não se deteriora

 
Conta uma história
De uma linda menina*
Que batizou uma criança*
Com todo amor
 
Deu-lhe um presente singelo
Uma pulseira de bolinhas
Em ouro amarelo
 
Guardada até hoje
Com todo carinho
A boneca verdinha
Como pássaro no ninho
 
Conservada com o mesmo afeto
Que uma criança foi abrigada
Como Jesus Menininho
Na manjedoura guardada.
 
PS: A *menina do texto foi a Escritora Herinéa Lima minha madrinha de batismo.
A *criança do texto sou eu , Eliane Auer .
Ainda tenho guardadas a boneca e a pulseira comigo.
 
Eliane Auer (Moça Bonita)
Enviado por Eliane Auer (Moça Bonita) em 19/02/2014
Alterado em 19/02/2014


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
elianeauer@uol.com.br- @escritoraelianeauer
http://mocabonita.recantodasletras.com.br/visualizar.php?idt=4239426