Eliane Auer

Só quem conhece a alma do poeta é que sabe onde moram suas emoções.

Textos

Clamor
603416_547283228642277_1604010414_n.jpg

A poesia brota
De um jeito tão humilde
Não quero ficar
Com os pensamentos sombrios
Por causa de conflitos

Deixe-me continuar fazendo a poesia
Uma terapia, um alivio
Os fardões não chegaram antes da poesia
São conseqüências de muitas noites vazias.
Eliane Auer (Moça Bonita)
Enviado por Eliane Auer (Moça Bonita) em 18/08/2013


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
elianeauer@uol.com.br- @escritoraelianeauer
http://mocabonita.recantodasletras.com.br/visualizar.php?idt=4239426