Eliane Auer

Só quem conhece a alma do poeta é que sabe onde moram suas emoções.

Textos

Assalto!

... ele não viu!


choro2.jpg
 
Estado de solidão
Comportamento agressivo
Silêncio na escuridão
Falta de compaixão

Assalto
Frustrado pela fraqueza
Deslumbrante
Com ar de nobreza
Deus ofuscou o brilho do metal
Acalmando o coração
Do jovem marginal
 
Não houve grito
Nem tragédia
Do susto houve choro
Para alguns, perplexidade e comédia
Precaução talvez
Do brilho reluzente
Opacidade carente
 
Eliane Auer (Moça Bonita)
Enviado por Eliane Auer (Moça Bonita) em 17/08/2013
Alterado em 17/08/2013


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
elianeauer@uol.com.br- @escritoraelianeauer
http://mocabonita.recantodasletras.com.br/visualizar.php?idt=4239426