Eliane Auer

Só quem conhece a alma do poeta é que sabe onde moram suas emoções.

Textos

Foi à beira-mar
images?q=tbn:ANd9GcQQD9lLUkIYSToPHoiit68SbJU_IEBmAEkNv_f6Zv9CSHlWohd8UA

Que me sentei
Senti um frio arrepiar
O medo tomou conta
Por não saber nadar.
 
Foi à beira-mar...
 
 Foi á beira-mar
Que vi
Chegar forte a onda
Fui jogada mar adentro
Quando apenas estava
Deslumbrada com a beleza do vai e vem
Das leves ondas

 
Foi à beira mar...
 
Que veio uma forte e alta onda
Jogando-me além-mar
Tornara-se o belo sonho  
Num pesadelo a tentar nadar
Foi à beira mar...
Ao ser engolida pela onda forte
Senti o calafrio da morte
Eis que apareceu um lindo anjo
Braviamente em compaixão
Salvando-me daquele augúrio
Vivendo uma nova paixão

 
E retornando à beira-mar
O canto dos pássaros a entoar
Cantos alegres pela vida
De quem se ama e quer amar.

 
Foi à beira mar...
Eliane Auer (Moça Bonita)
Enviado por Eliane Auer (Moça Bonita) em 15/07/2013


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
elianeauer@uol.com.br- @escritoraelianeauer
http://mocabonita.recantodasletras.com.br/visualizar.php?idt=4239426