Eliane Auer

Só quem conhece a alma do poeta é que sabe onde moram suas emoções.

Textos

Do passado, no presente
poema-um-reencontro-6.jpg
 
A noite caía transbordando em orvalho
A infância passando em revista
À luz do sol do coração
Sem lamento o visitante
Reencontra-se no tempo
Sem açoite
Embalado ao vento
 
Cai a noite cálida e surpreendente
Fina flor e coração saltitante
Erguem os olhos
Almas sorridentes
Um olhar e estrelas contentes
 
Contemplam o passado
Que se faz presente
A alegria faz-se sol noturno na mente
Num gesto um abraço carente
Lado a lado como teclas no piano

Dedilham palavras
Como grãos de areia no oceano...
E ainda a noite
Se esvaindo fria
 Alma contente se envaidece
Sorriso nos lábios, transparente
Coração acelerado
Acordando o passado
 
Passado, hoje, um presente
Gestos de uma infância
Que não se fez presente
Retorna ao tempo como poesia
Em teclas de um piano
À luz do dia.
Eliane Auer (Moça Bonita)
Enviado por Eliane Auer (Moça Bonita) em 05/07/2013
Alterado em 08/07/2013


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
elianeauer@uol.com.br- @escritoraelianeauer
http://mocabonita.recantodasletras.com.br/visualizar.php?idt=4239426