Eliane Auer

Só quem conhece a alma do poeta é que sabe onde moram suas emoções.

Textos


      Açucena

Pedro Nogueira, trovando nas estrelas


Uma semente brotava
Enquanto você dormia
E eu nem sabia
Que a sua vida terrena cessava
 
As rosas que presenteava
Dos lírios que conhecia
A Amarílis mais linda
Era a açucena que não conhecia.
 
As estrelas do céu em alegria
Brilhavam na sua chegada
Que triste notícia inesperada
Uma surpresa e uma vida apagada
 
Ao buscar o trovador amigo
Uma forte expressão
 Declinou meus sentidos
Não consigo acreditar que partiu
 
Ficará presente com as trovas
Que é uma marca da sua existência
Em nossas vidas
 
Sobrevoou o pássaro trovador
Sobre as açucenas longínquas...
Ela brotou, não viajou!
 
Não se esqueça de apagar a luz...
              Boa noite!
Esteja no colo de Maria, meu amigo...
 
                                                Confesso, meus amigos Recantistas ,que não aguento mais ver,partir tantos  amigos, parentes tão jovens!
                                                 A nossa família denominada  Recanto perde mais um ente querido... 
                                                 Ainda estou sem acreditar!
                                                  Só soube ontem, dia 15 de maio de 2013 que nosso amigo se foi...
                      
Eliane Auer (Moça Bonita)
Enviado por Eliane Auer (Moça Bonita) em 16/05/2013


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
elianeauer@uol.com.br- @escritoraelianeauer
http://mocabonita.recantodasletras.com.br/visualizar.php?idt=4239426