Eliane Auer

Só quem conhece a alma do poeta é que sabe onde moram suas emoções.

Textos


Ensaio de chuva

Trovões, algumas gotículas de chuva...
Assim nasce a poesia...
Nasce nos olhos que caem as lágrimas
No sorriso de alegria ao cair da chuva
Nasce no brilho do olhar intenso
Nasce na fantasia
Nasce na sombra de uma árvore
No botão de rosas que desabrocha
Nasce na água escorrendo pela rua, em forma de corredeira
Na pele bronzeada e brejeira.
E a chuva suavemente cai
Cheirinho de terra molhada
Um a criança na calçada...
Lá vai o barquinho de papel sobre a água da chuva.


 
 
Eliane Auer (Moça Bonita)
Enviado por Eliane Auer (Moça Bonita) em 06/04/2013


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
elianeauer@uol.com.br- @escritoraelianeauer
http://mocabonita.recantodasletras.com.br/visualizar.php?idt=4239426