Eliane Auer

Só quem conhece a alma do poeta é que sabe onde moram suas emoções.

Textos

Morri de medo
Medo um sentimento sem explicação,
medo sem ter razão,
medo do que não existe...

EU%20limiar%20bocao%20menor.jpg
Morri de medo de sonhar
De ver a chuva chegar
De políticos  me encontrar

Morri de medo
De assalto à mão armada
De jovens enfermos na calçada
De João, o Luiz extremamente abandonado

Morri de medo
De o gás acabar
De o malfazejo me encontrar
Do sorriso do anjo caído me machucar

Morri de medo
De o sonho bom acabar
E eu acordar

 Morri de medo de o filme terminar antes do tempo
De perder o talento e de nunca mais me apaixonar.


Morri de medo de nunca mais me encontrar!
 
Eliane Auer (Moça Bonita)
Enviado por Eliane Auer (Moça Bonita) em 25/09/2012


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
elianeauer@uol.com.br- @escritoraelianeauer
http://mocabonita.recantodasletras.com.br/visualizar.php?idt=4239426