Eliane Auer

Só quem conhece a alma do poeta é que sabe onde moram suas emoções.

Textos

Plumas ao vento
11233238360.jpg

 
Um amor de outra vida
Por todas as vidas
Sou uma casa sem grades
Alma delicada como plumas ao vento
Flutuando no espaço
Entre palavras e sentimentos
Fazendo poesias
Esperando o momento
O dia do retorno talvez
Sem viver um momento de timidez
E encontrando o amor de outras vidas
Nesse momento, nessa vida.

 
 
 
Eliane Auer (Moça Bonita)
Enviado por Eliane Auer (Moça Bonita) em 22/07/2012


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
elianeauer@uol.com.br- @escritoraelianeauer
http://mocabonita.recantodasletras.com.br/visualizar.php?idt=4239426