Eliane Auer

Só quem conhece a alma do poeta é que sabe onde moram suas emoções.

Textos

 Bruxinha
bruxa3.jpg
 
Acordando logo lembrei
Ai meu Deus
Era só o que me faltava
Fui transformada em uma bruxinha
Do conto de fadas
 
 Era uma brincadeira do sonho
Em que eu estava de princesa
De um momento para o outro
Fui encantada pela realeza
 
 
Mais à frente veio à mente
Que a bruxinha era do bem
Ela não era ruim
Não fazia mal a ninguém
 
 Só tinha um probleminha
Ela tinha facilidade de encantar
Não fazia de propósito
Mas facilitava apaixonar
 
E para a decepção da rainha
Que sempre foi o sonho dela
Permaneceu tão feinha
Que a bruxinha agradável
Se manteve a brilhar!
Eliane Auer (Moça Bonita)
Enviado por Eliane Auer (Moça Bonita) em 27/06/2012
Alterado em 30/06/2012


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
elianeauer@uol.com.br- @escritoraelianeauer
http://mocabonita.recantodasletras.com.br/visualizar.php?idt=4239426