Eliane Auer

Só quem conhece a alma do poeta é que sabe onde moram suas emoções.

Textos

Solidão na multidão
sozinho.jpg?w=300&h=230

De repente bate uma solidão
Algo vai invadindo a alma
Pensamentos divagam
E sem direção me emociono.
 
É nesse silêncio do coração
Que as emoções se afloram
Não sei se olho as folhas tremulando ao vento
Ou se me deito para acalmar a sensação
 
E no vazio que percorre a saudade
Daqueles que se foram e daqueles que amamos
Vai meu pensamento cheio de encantos
Na esperança que não haja desencontros.
 
 
Eliane Auer (Moça Bonita)
Enviado por Eliane Auer (Moça Bonita) em 14/01/2012


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
elianeauer@uol.com.br- @escritoraelianeauer
http://mocabonita.recantodasletras.com.br/visualizar.php?idt=4239426