Eliane Auer

Só quem conhece a alma do poeta é que sabe onde moram suas emoções.

Textos

Eliane Auer e Meu Anjo

BANCO DOS SONHOS
II

Amar
Sem fim
É se o carente
Amor ainda ensaia
Passos, sonha ensonado
No banco dos enamorados
Imaginam tocar olhares
Sorrisos, um carinho
casal+de+anjos+2.gif
E se ela não vem
As saudades
Permanecem
Ele morango
Ela uva, em beijos
Para esse momento feliz
A madeira doce feita em banco
Aguarda em Neruda essa serventia
Descrita em um arraial de versos
Imortais, inconfidentes liras
Das Marilias dos Dirceus
Como Anjo a aguardo
Guardo minha asa
E esqueço jeito
De querer
Voar
 
Eliane Auer (Moça Bonita) e Meu Anjo
Enviado por Eliane Auer (Moça Bonita) em 26/09/2011
Alterado em 24/11/2011


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
elianeauer@uol.com.br- @escritoraelianeauer
http://mocabonita.recantodasletras.com.br/visualizar.php?idt=4239426