Eliane Auer

Só quem conhece a alma do poeta é que sabe onde moram suas emoções.

Textos

       AMIGOS DISTANTES


Mesmo não tendo tocado a mão
Às vezes conseguimos tocar a alma
Mesmo nunca tendo sentido o abraço
Nos acolhemos
Mesmo estando distantes
Nos entendemos
Se estivermos aflitos, suavizamos nas palavras
Se adoecemos a nossa oração é a medicação
 E sempre estamos unidos em prece.
Se sentimos saudades
A brisa suave é a nossa companhia
Olhar o retrato alivia...
Se não temos noticias
Ajoelhamos e pedimos a proteção Divina
Assim é a distância:
Provoca saudades, produz dúvidas, gera desesperança.
09/03/2011 
 
Eliane Auer (Moça Bonita)
Enviado por Eliane Auer (Moça Bonita) em 09/03/2011
Alterado em 17/05/2011


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
elianeauer@uol.com.br- @escritoraelianeauer
http://mocabonita.recantodasletras.com.br/visualizar.php?idt=4239426