Eliane Auer

Só quem conhece a alma do poeta é que sabe onde moram suas emoções.

Textos

Madrugada de insônia
 
Muitas vezes na madrugada sombria
Perdemos o sono
Viajamos em doces ilusões
Criamos poesias.
Às vezes o coração sensível
Consegue enxergar anjos bonitos,
Velejar em mares azuis
Acordar num campo verdinho
Com lindas margaridas brancas.
E deslumbrar-se com o infinito
O céu estrelado anuncia
O desejo de uma companhia
Para apreciá-lo junto à lua
Que encanta e inspira poesia.
07/03/2011
 
 
Eliane Auer (Moça Bonita)
Enviado por Eliane Auer (Moça Bonita) em 07/03/2011


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
elianeauer@uol.com.br- @escritoraelianeauer
http://mocabonita.recantodasletras.com.br/visualizar.php?idt=4239426