Eliane Auer

Só quem conhece a alma do poeta é que sabe onde moram suas emoções.

Textos

Sobreviventes do cotidiano

A morte não é a maior perda da vida
e sim a vida ressurgindo.

A maior perda da vida
 É quando matamos dentro de nós
os sentimentos,

É sobreviver ao cotidiano
 Enquanto julgamos estar vivos.
Morrer é desenvolver sentimentos
de tristeza e angústia pelos outros.

É a frustração de não acreditar
mais nos sentimentos alheios.

Em algumas situações vale à pena silenciar
 E deixar transcender,
Desviando-se das lutas diárias
com dignidade.

E nas lutas diárias aceitar a vida
e simplesmente
VIVER!

02/03/2011
Eliane Auer (Moça Bonita)
Enviado por Eliane Auer (Moça Bonita) em 02/03/2011
Alterado em 05/09/2012


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
elianeauer@uol.com.br- @escritoraelianeauer
http://mocabonita.recantodasletras.com.br/visualizar.php?idt=4239426