Eliane Auer

Só quem conhece a alma do poeta é que sabe onde moram suas emoções.

Textos

Réplica para o texto "Meu anjo azul" por Afonso Martini
MEU ANJO AZUL
Tu és como um lago tranqüilo
Que reflete a sua beleza
Calmo como o silêncio da noite
Sua voz é de suavidade profunda.
É magnânimo, meu anjo azul
Na quietude ensina o poder do silêncio.
Dotado de grande sabedoria
Ensina-me a sentir o vento no rosto,
A  leveza dos pingos de chuva.
Passeia entre as estrelas no seu pensamento
Levando-me até o seu mundo.
27/11/2010


Quanta emoção, quanta ternura, quanta leveza há nessa poesia.
Linda, linda, linda, lindaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa! Eu não me aguentei, quando voltei a mim do pasmo ante tanta beleza, já havia escrito a réplica... que te apresento no altar das oferendas.
Meu anjo branquinho (sabes que falo da tua alma!).
Obrigado por me oportunizares tão maravilhosos momentos de leitura.
Um sono leve e de muitos sonhos
Boa noite
E que os anjos do céu te embalem esses sonhos.
Um beijão
do Afonso

MUNDO DE AMOR
Por AFONSO MARTINI

Quão feliz eu seria
ao sentar contigo ante o lago
para ver nele refletida
tua beleza e magia
e com terno e doce afago,
num arroubo de carinho,
acariciar tua face,
na calmaria de um crepúsculo qualquer;
ouvir tua voz sussurrante,
meu pedacinho de anjo branco,
com formas de uma linda mulher.
  
Nesse silêncio envolvente,
quebrado só pelo ronrono,
das sábias palavras tuas,
que me ensinaram, prudentes,
os caminhos raros de um lindo amor.

Contamos juntinhos estrelas,  
matizadas da luz do silêncio,
sentindo a brisa nos rostos
e a chuva leve como plumas
caindo, uma a uma,
em pingos do céu emanados,
molhando nossos corpos expostos.

E nessa ilusão permanente
caminhamos por entre estrelas
num passeio imaginário de luzes
por nosso mundo de amor.

28/11/10 – 22h57min.


Eliane Auer (Moça Bonita)
Enviado por Eliane Auer (Moça Bonita) em 29/11/2010
Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
elianeauer@uol.com.br- @escritoraelianeauer
http://mocabonita.recantodasletras.com.br/visualizar.php?idt=4239426