Eliane Auer

Só quem conhece a alma do poeta é que sabe onde moram suas emoções.

Textos

E no caminho encontrei
E no caminho encontrei
Um amigo de verdade
Um amigo que me ouvia e que também sentia saudade
De repente percebi
Que não era mais o que queria
Um beijo no rosto eu daria
Ele já não se contendo
Roubou-me um beijo ardente
Beijo que me fugiu o chão
Confundindo minha mente
Já não era só o amigo
Tornou-se o grande amor
Naquele momento a grande descoberta
Do mais sincero sentimento
Que em nenhum outro momento
Alguém sequer notou
Temos nossas alegrias
Nossas fontes de desejos
Onde há cumplicidade
Há uma eterna felicidade.
28/12/2009
Eliane Auer (Moça Bonita)
Enviado por Eliane Auer (Moça Bonita) em 28/12/2009
Alterado em 24/07/2015
Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
elianeauer@uol.com.br- @escritoraelianeauer
http://mocabonita.recantodasletras.com.br/visualizar.php?idt=4239426