Eliane Auer

Só quem conhece a alma do poeta é que sabe onde moram suas emoções.

Textos


E foi-se a Rainha...

Num silêncio...
O surdo da Escola de Samba Unidos do Sernamby.

Em meio à dor,
as lágrimas dos artistas do teatro.

Em meio às flores,
as fitas e os chapéus do Reis de Boi do Projeto Araçá.

Em meio à multidão,
a Rainha era seguida
por todos os que a admiravam.

Chegou a hora de partir...

Lá só ficará a Rainha.

Aqui,  ficarão os grandes feitos
em prol da Sociedade Mateense.

Meu silêncio à senhora.

Todo o meu carinho e meus aplausos!

(Homenagem à minha querida Madrinha Herinéa Lima).


20/07/07
Eliane Auer (Moça Bonita)
Enviado por Eliane Auer (Moça Bonita) em 15/09/2009
Alterado em 10/05/2013
Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
elianeauer@uol.com.br- @escritoraelianeauer
http://mocabonita.recantodasletras.com.br/visualizar.php?idt=4239426