Eliane Auer

Só quem conhece a alma do poeta é que sabe onde moram suas emoções.

Textos

Robertos e Carlos em detalhes
Nos anos vividos, cresci ouvindo nas rádios, com cantores anônimos nas esquinas, com seus violões, as melodias de Roberto Carlos.
Em sua homenagem iam surgindo os novos Robertos porque um dia ele inspirou aqueles romances e amores e ainda inspira aos mais apaixonados.
Em minha vida tenho presenças marcantes de tios e primos, amigos de infância, amigos atuais, até namorados.
Romances que marcaram época.
Roberto ou Carlos?
Carlos Roberto,
Roberto Carlos,
Apenas Carlos
Ou, simplesmente, Roberto!
Roberto tornou-se Beto,
Beto tornou-se Betinho,
Carlos tornou-se Carlinhos, Cacá...
Na família do meu tio Roberto, tem o filho Roberto Carlos
A minha tia casou-se com um Roberto e teve Roberto que se tornou Robertinho e Carlos Roberto que teve Carla.
Tenho ainda, um cunhado Carlos que tem uma filha Karla.
Acabou?Claro que não!
Um outro cunhado José Carlos e uma doce menina Karla!
E quem sou eu? A “Li” do Roberto.
Ao meu  primo Robertinho que guardo com carinho na lembrança, um passeio de bicicleta, que me marcou porque nos perdemos, e eu não conhecia, um simples bairro, da minha cidade, por não ter o costume de sair de casa. Uma das poucas lembranças que guardo de uma infância muito podada.
A Beto que sabe o tamanho da importância na minha vida,carinho sem tamanho.  
Aos cunhados, sobrinhas, minha simples homenagem.
Ao Carlos, poeta, ao  terno  e sereno amigo Carlos que sabes do  tamanho do seu valor.
Enfim, a todos  os Carlos e Robertos ex-alunos e a todos que desconheço...
A todos os Carlos e Robertos do Recanto a minha sensível homenagem.
16/07/2009
Eliane Auer (Moça Bonita)
Enviado por Eliane Auer (Moça Bonita) em 16/07/2009
Alterado em 10/05/2010


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
elianeauer@uol.com.br- @escritoraelianeauer
http://mocabonita.recantodasletras.com.br/visualizar.php?idt=4239426