Eliane Auer

Só quem conhece a alma do poeta é que sabe onde moram suas emoções.

Textos

ÀQUELE QUE NÃO VI

Confiar em quem nunca vimos
É um pouco estranho.
Porém interessante é acreditar no sorriso sincero que nunca se viu
E sentir um abraço apertado pelas poucas palavras vivenciadas  
Até preocupar-se como se fosse um dos seus.
Trazendo no seu nome a palavra liberdade,
Talvez essa definição inspire a generosidade.
Com suas palavras transformando adultos em jovens, meninas...
Com total irreverência e simpatia
Retira sorrisos e alegrias
Traduz encantos sinceros
Quem sabe ao virar a esquina está à espera
Quem sabe sou eu, quem espero
O desencontro talvez seja o encanto
Do cumprimento cheio de euforia
Que parece mais melodia
Para quem convive no dia-a-dia.
Vou acordar acreditando
Que posso ainda encontrá-lo
Que não será mais um engano
E poder abraçá-lo
É chegado um novo dia
De poder falar
Que sou a pessoa movida pelo abraço
E pelo carinho que posso dividir e
Todo conhecimento que tenho para compartilhar.
04/05/2009


Eliane Auer (Moça Bonita)
Enviado por Eliane Auer (Moça Bonita) em 04/05/2009


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
elianeauer@uol.com.br- @escritoraelianeauer
http://mocabonita.recantodasletras.com.br/visualizar.php?idt=4239426