Eliane Auer

Só quem conhece a alma do poeta é que sabe onde moram suas emoções.

Textos

HOJE SILENCIO
Choro por você, nem sei se devo
Mesmo assim espero
Sinto um sutil afastamento
Já acostumei com o seu silêncio
A magia desaparece
Não sou sua Maria, nem sua Amélia
Sou aquela que hoje se esconde
No silêncio do quarto sozinha
Envolvida num grosso edredom
Para sentir a proteção que queria
Dói-me o corpo
Dói mais o íntimo
Conheço o limite, a rejeição, as fugas de conversas...
É assim que sempre acontece.
A menina da janela,
A namoradeira à espera.
Eu só não sou...
Hoje silencio!
23/04/2009
Eliane Auer (Moça Bonita)
Enviado por Eliane Auer (Moça Bonita) em 23/04/2009
Alterado em 23/06/2010
Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
elianeauer@uol.com.br- @escritoraelianeauer
http://mocabonita.recantodasletras.com.br/visualizar.php?idt=4239426