Eliane Auer
Só quem conhece a alma do poeta é que sabe onde moram suas emoções.
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos


Amor, nada menos do que amor
564204_404120982964833_637982140_n.jpg

Amo os Cláudios,
As Adrianas
As Julianas
Todas as Anas...

Amo as Alices
As Dominiques
As Elianas e as Mayhanas

Amo as Margaridas,
As Rosas
As formosas e as idosas

Amo as Marlusses
As Ângelas,
As doces e as poderosas Quitis

Amo as Moniquinhas,
Travessas e suaves
Amigas e solidárias

Amo os Josés, os Joões
 Que  vivem balbuciando canções,
Amo as derradeiras, as guerreiras, as feiticeiras dos sertões
Amo os Jonas serenos , os Césares, irreverentes os Tiões sensíveis,
Amo as Tânias incríveis,
As Veras , Wandas e Andras.

Amo os Carlos de todas as canções e os Robertos dos corações
Amo a luz da luz de  I *luz*inilda que reluz em declamações.
Amo as Dolores, as flores,  os Eliezer’s cheios de anedotas e histórias...

Amo os Domingos , imigrantes alemães.
Amo as Beatrizes ,os Luizes tão felizes!
Amo os Valdineis que versam sobre o campo,
sobre o café na mesa e o amor de família no aconchego do coração
Amo a todos sem distinção.
Estão guardados em mim,
Em minha história e em meu coração.

 
Eliane Auer (Moça Bonita)
Enviado por Eliane Auer (Moça Bonita) em 01/06/2017
Alterado em 01/06/2017

Música: Alegria, Alegria - Caetano Veloso

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários